COLUNA DO PE. NESTOR

Em 1990, na cidade de Barcelona (Espanha), reuniram-se diversas representantes de cidades preocupadas com a realidade da educação. A pergunta fundamental era: o que podemos fazer? Do Brasil estiveram

18/12/2015 por Pe. Nestor Eckert Compartilhar

Usar a expressão “Natal de Paz!” parece ser uma repetição. Isto é, Natal, necessariamente, será de paz. Interessante que em todo o mundo, nas mais diferentes sociedades e suas culturas, há saudações e expressões de paz. As pessoas sempre anseiam por paz. Parece ser quase impossível viver sem paz ou estar sempre em uma situação em que não haja paz. Nós somos sedentos e famintos de paz. Quando estamos em paz, sentimo-nos muito bem e queremos que os outros também se sintam assim. Por isso, manifestamos desejos de paz. “A paz esteja contigo”, “Paz para ti”...
Chegamos ao final de 2015. Não foi um ano tranquilo. Foi ano de desafios. De derrotas. De buscas. De momentos assustadores. Momentos em que nos faltou paz. Momentos em que não soubemos por aonde ir e como agir para conseguir estar em paz... Poderíamos estar desesperados. Sem esperança de mudança. Poderíamos desanimar... Ou não.
Mas, de outro lado, será sempre valioso ver como enfrentamos os momentos em que a paz parece faltar ou estar quase totalmente ausente. Como agimos diante de situações desafiadoras? De problemas, aparentemente, sem resposta...
As respostas às diversas perguntas e aos variados questionamentos dependem de nossa situação de vida interior. Como enfrentamos a situações? Com que espírito agimos?
Em 2008, tivemos uma grave crise de ordem econômico-financeira, de modo especial, envolvendo o banco de investimentos Lehman Brothers. Foi uma crise que atingiu todos os países e todas as empresas. Foi crise bastante geral. Houve situações de desespero. Mas, também houve quem agiu de modo diferente.
Tornou-se conhecida a frase dita por Sam Walton, fundador e dono do supermercado Walmart, quando ocorreu a crise a que nos referimos acima. Ele enfrentou a crise estando em paz. O que ele disse: 
“Convoquei uma reunião sobre a crise com meus diretores hoje e decidimos não participar dela”.
Depende muito de como enfrentamos as crises, de todos os tipos, que se apresentam em nossas vidas, em nossos caminhos de vida. Se nós estamos em paz, certamente, enfrentaremos de maneira mais segura, tranquila, serena e forte qualquer crise que se apresentar. Se não estivermos em paz, os resultados poderão ser desastrosos.
Que a Celebração de Natal seja para cada um de nós fonte de paz. Busquemos no berço da manjedoura toda a paz que dali emana e flui. Pelo nosso jeito de viver, as pessoas saberão se estamos em paz. E, então, podemos desejar paz a todas as pessoas de boa vontade e amadas por Deus! E será Natal. E será Natal de Paz! Natal da Paz trazida pelo Menino da Paz!
Em nome da ESIC Business & Marketing School, Paz a todos e a todas.
Nestor Eckert – Secretário Geral. 


VEJA MAIS
next page
AO VIVO
ENVIAR RECADO

Rancho Gaúcho - Vanderlei Lermen