COLUNA DO PE. NESTOR

PREFEITO E VEREADORES DE QUÊ?

17/10/2016 por Pe. Nestor Eckert Compartilhar

No dia 02 de outubro, deste ano, houve eleições para prefeitos e vereadores. Isto significa eleições em 5.569 lugares diferentes. O número total de eleitores, aptos a votar em 2016, corresponde a 144.088.912 pessoas. É um número grande de pessoas envolvidas no processo. Impressiona a velocidade com que os resultados são obtidos e transmitidos à população. Apenas para termos noção: sintonizado à Rádio Sucesso FM 88.3, de Boa Vista do Buricá, no dia da eleição, às 17h23min, em Curitiba, eu soube quem era o Prefeito eleito de São Martinho/RS, vizinho a Boa Vista do Buricá/RS.

Acompanhando pronunciamentos de diversos personagens envolvidos no processo eleitoral, foi possível fazer algumas anotações interessantes. Dentre essas, uma sobressaiu. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em pronunciamento oficial, e, além dele muitos candidatos a prefeito, candidatos a vereador, prefeitos e vereadores eleitos usaram a mesma expressão, que nos parece estranha e não exata.

                Falou-se muitas vezes que alguém pleiteava “ser prefeito desta cidade”, ou, então, que tantos eram “candidatos a vereador desta cidade”, ou, ainda “agora que fui eleito prefeito desta cidade”, ou, em manifestações falou-se dos “eleitos para gerir esta cidade”... A inexatidão e estranheza da expressão estão na palavra “cidade”, usada também pelo Ministro Gilmar Mendes (TSE). Quando se fala em prefeito e em vereador, entende-se sempre que sejam pessoas envolvidas na gestão, no governo, na administração e, acima de tudo, no serviço ao MUNICÍPIO e não à cidade. A prefeitura é prefeitura do município e não da cidade. A câmara de vereadores é do município e não da cidade.

                Ao ouvirmos tanta gente falando de cidade ao invés de município, entendemos, até certo ponto, as razões de tantos prefeitos e vereadores, uma vez eleitos, falarem e se preocuparem apenas em cidade, esquecendo, por completo, ou quase, de que em muitos municípios a maior parte da população vive na área rural, na roça e não na área urbana, na cidade.

Vejam-se os casos da nossa região. A maior parte dos municípios é classificada como pequenos municípios. E, são pequenos por duas razões: a área territorial do município é pequena e a população municipal é pequena. Ainda mais, normalmente, nesses municípios a população da cidade é menor que a população da área rural. Além disso, a área da sede municipal é bem menor que a área ocupada pela população rural.

                Então, por que falar tanto em “prefeito desta cidade”? Na verdade, alguém é prefeito de um município. Ele é prefeito municipal. O prefeito eleito é induzido a pensar e a falar como se as grandes preocupações e os maiores problemas estivessem apenas na cidade e a área rural, onde vive o maior número de cidadãos dos pequenos municípios, onde, na maioria das vezes, é gerado o maior volume de riqueza do município, não contasse muito, não fosse importante. Quase podemos contar nos dedos das mãos os candidatos a prefeito e vereador que, em campanha, falaram do seu interesse e das suas preocupações com as pessoas que vivem de seu trabalho na roça ou da agricultura. A conclusão é simples e lógica: eles se consideram prefeitos e vereadores da cidade! A roça está muito longe e os agricultores, que deem um jeito em sua vida. Eles são apenas quase-cidadãos...

                Se a realidade que vemos é esta, sabemos que ela pode e deve ser mudada. São os cidadãos da área rural que devem organizar-se e exigir que seus direitos de munícipes sejam devidamente respeitados. Por curiosidade, tenho anotado o nome de candidatos que, em redes sociais, falaram, ao menos uma vez, dos direitos dos agricultores e da atenção que receberiam da parte do candidato. O número desses candidatos é muito pequeno.

                Respondendo a pergunta do título: Prefeito e Vereadores de quê? Do MUNICÍPIO!

                Nestor Eckert – nestor.eckert@esic.br


VEJA MAIS
next page
AO VIVO
ENVIAR RECADO

Rancho Gaúcho - Vanderlei Lermen